Depois de longas horas de reflexão e mais 2 horas de conversa via skype Portugal – Suíça, descobrimos que ambos os noivos eram (e são) apaixonados por moda. Entre outras preferências, ela gosta de sapatos e ele de sapatilhas — ou ténis — como preferirem chamar. Rapidamente pusemos em marcha um plano para ilustrar esta característica única da Joana e do Marco. Sem mais perdas de tempo pusemos os noivos a participar no seu próprio convite de casamento. Foram eles que fotografaram os seus “pares” de calçado: únicos, usados, vividos, reais, como um par deve ser. Um sapato dela e outro dele. Quem disse que um convite de casamento com sapatos usados não pode ser romântico?!? Pode pois! E os noivos adoraram.

O texto do convite também foi cuidadosamente “alinhavado” para condizer com o tema. Mais uma vez verificamos que um convite com uma história verdadeira é sempre íntimo e cheio de sentido, especialmente para os noivos.

Esta não é a história da Cinderela… é uma muito melhor 🙂

Todos os casais têm uma história única.

Pin It on Pinterest

Share This